1/5

Retratos

O retrato é um gênero na fotografia onde a intenção é descrever um sujeito humano com diferentes direções de luz e sombra. Os retratos sempre constituíram importantes registros e, desde o início da fotografia até hoje, é um dos gêneros mais importantes, mais difundidos e estudados por profissionais, amadores e entusiastas. Há retratos onde a frente do objeto não é visível, isso muitas vezes instiga o observador a refletir sobre a imagem e pensar na fotografia como arte, nesse caso, o conceito é mais importante do que a imagem. Retratos podem ser criados por várias técnicas artísticas, incluindo óleos, aquarela, caneta e tinta, lápis, carvão, pastel e meios mistos, além da fotografia. 

1/5

Música

Fotografar shows é unir o útil ao agradável. Uma boa foto carrega sempre muita emoção. É extremamente importante que a imagem traduza toda essa emoção que, somada à performance e interpretação dos músicos, nos faz perceber toda energia e a dinâmica do show como se estivéssemos presentes. Grandes músicos apresentam todos esses elementos e se tornam ótimos temas para se  fotografar. A arte se encontra em estar atento ao som, aos músicos e suas interações no palco, para depois fazer o click na hora exata. Sempre começa pela música e não pela técnica. 

 

1/5

Mundo

O maior desafio do fotógrafo é aprender a observar cada canto, cada cena e procurar o que está lá escondido, esperando ser descoberto. Enxergar o mundo quadrado, através do visor da câmera é um exercício que estimula o fotógrafo. Compor a cena e mostrar uma pequena parte do mundo através de uma imagem requer paciência, sensibilidade e claro, técnica! Grande parte das fotos se apresentam muito fácil, ela está lá, feita, como se quisesse aparecer, não sendo necessário muito trabalho, basta olhar. No entanto, as mais especiais, as mais extraordinárias sempre exigem um pouco mais de esforço e atenção. As melhores fotos são como ouro, é necessário cavar sempre mais fundo para encontrá-las.

 

Fotografias há de dois tipos. As mais raras são obras de arte, belezas que o olho do fotógrafo percebeu e nos mostra. Olhamos a fotografia e ficamos espantados: não havíamos visto a beleza que estava lá. Não é a boa câmera que faz a fotografia. É o olho do fotógrafo.                           Rubem Alves

                                                                                                                                                     

FOTOGRAFIAS FINE ART

EM SUAS MÃOS (2014)

Imagem impressa em papel Canson Rag Photographique 310g  

 

O conceito de BELAS ARTES surgiu no século XVIII, muito antes da descoberta da fotografia. Em sentido amplo se refere à toda expressão artística podendo ser pintura, escultura, arquitetura, teatro e dança entre outras que, segundo o ponto de vista do período, possuíam a dignidade da nobreza.

Somente com o surgimento do movimento PICTORIALISTA, na década de 1890, o papel da fotografia, até então subjetivo, começa a ganhar espaço. A partir de 1920 passa a ser vista como um meio de comunicação visual da era moderna. Mais tarde, ainda no século XX, a fotografia foi inserida ao conceito FINE ART com a intenção de diferenciar um trabalho autoral de um trabalho meramente publicitário, ou seja, toda obra ARTÍSTICA era, e ainda é, considerada FINE ART. A partir de 1962, foi incluída de forma definitiva ao MODERNISMO. Movimentos que beneficiaram a expansão da fotografia surgem nesse período como o minimalismo e a pop art tendo como ícone Andy Warhol.   

 

 Para conhecer o ensaio EM SUAS MÃOS clique  AQUI